fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Vem aí novidades audiovisuais da banda Francisco, el Hombre

Por thiagofonseca*

21/07/2018 às 17:53

Publicidade - Portal UAI
Foto: Larissa Pinto / Divulgação

Nada de músicas velhas. A banda Francisco, el Hombre se prepara para a gravação – e lançamento –  de novos clipes em 2018 mas não será nada daquilo que o público já conhece. Pelo menos foi isso que o baixista Rafael Gomes deixou escapar após a apresentação do grupo no Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, o Fórum das Artes. O segundo álbum da banda de Campinas fica para 2019.

“Já estamos trabalhando em canções novas e gravando disco. Vivendo um processo de transição e experimentação”, adiantou Rafael. Francisco, el Hombre foi uma das atrações da noite de sexta (20). Por mais que a edição do festival em 2018 esteja mais enxuta, o evento ainda movimenta Ouro Preto. As ruas, comércios e monumentos históricos estão cheios neste período de férias. As atividades homenageiam os 50 anos do tropicalismo e valorizam a cultura local.

O show

A banda paulista apresentou na Praça da Ufop repertório variado da discografia que mistura as sonoridades brasileira e latina. Os integrantes – como sempre – subiram ao palco elétricos e performáticos. Que energia! Após mostrarem que dominam o instrumental, abriram o show com a música que dá nome ao único disco ‘SoltasBruxa’.

Banda ‘Francisco, el hombre’ – Foto: Larissa Pinto / Divulgação

Manifestação políticas

Em ‘Bolso ou nada’ a banda pediu ajuda para protestar contra a atual situação política do país. Momento para manifestações com gritos de ‘Fora Temer” e críticas a Jair Bolsonaro. Antes de tocar ‘Triste, Louca ou má’, a mais conhecida da carreira, os artistas convidaram todas as mulheres para a frente do palco e dedicaram a elas a canção de forte cunho feminista. O clipe da música bomba na internet. Foi gravado em Cuba com a Cia de Dança Voluminosas.

Triste, Louca ou má’ foi um divisor de águas no show. Após a canção o ritmo e a energia só aumentaram. Foi uma apresentação marcada por performance, presença de palco e animação. “É bem difícil entender o que é fazer sucesso. Para gente, é uma caminhada que sempre sonhamos. Dessa forma, levar uma mensagem para as pessoas e cantar algo que você acredita. É bom ver que a gente consegue vocalizar tema importantes sobre revoluções que precisam acontecer “, explica Rafael Gomes.

 

 

Tropicalismo

Além de Francisco, el Hombre a noite de sexta (20) também teve ‘Nem Secos’. A banda de Ouro Preto tocou grandes sucessos de cantores que marcaram o tropicalismo. A dança também marcou a programação do dia também  ‘Outro em si – Permanência’, da Cia Sesc de Dança. Um espetáculo marcado pelo trabalho corporal dos bailarinos por meio de improvisações, estímulos de construção e desconstrução do movimento.

As atividades do Festival vão até este domingo, dia 22. A programação completa do Festival você confere clicando aqui.

 

* Culturadoria viaja a Ouro Preto a convite do Festival de Inverno.

photo

Quer concorrer a um par de ingressos para a Festa Divina Maravilhosa?

[PROMOÇÃO ENCERRADA]   A cantora Elza Soares é uma das atrações da festa Divina Maravilhosa, marcada  para a Serraria Souza Pinto nesta sexta, a partir das 22h. O evento celebra a diversidade e levanta a bandeira da liberdade: “Ser quem você quiser, aonde for, enquanto estiver”. Todos os artistas convidados tem em comum a defesa […]

LEIA MAIS
photo

Conheça a pianista Luísa Mitre, uma das poucas (e boas) compositoras na cena instrumental de BH

Por Mariana Peixoto Não fosse o convite do projeto Música Nova, a pianista Luísa Mitre, nome em ascensão na cena instrumental de Belo Horizonte, poderia continuar inédita como compositora. Segunda mulher a vencer, em 18 anos, o Prêmio BDMG Instrumental – e a primeira a vencer também na categoria melhor arranjo – ela se prepara para lançar o álbum de estreia do Luísa Mitre Quinteto. Sabia que […]

LEIA MAIS
photo

Em show curto, Maria Bethânia revisita sucessos da carreira em BH

O show de Maria Bethânia marcado para o Km de Vantagens Hall apareceu na agenda de BH como algo inusitado. Não por Bethânia, claro. Pelo local. A artista de conhecida exigência até então havia se apresentado na casa de shows apenas uma vez, mesmo assim dentro de um projeto maior como o Prêmio Multishow da […]

LEIA MAIS